Arquivo | sobremesas RSS feed for this section

Farófias

18 Abr

farófias

Nuvens doces para a sobremesa. Uma sugestão para o almoço de Páscoa.

Ingredientes:

– 6 ovos
– 5 + 10 colheres de sopa de açúcar
– 1 l de leite
– 1 pitada de sal
– 1 colher de sopa de maisena
– casca de limão
– canela em pó para polvilhar
Preparação:

Separar as gemas das claras.
Bater as claras até obter uma espuma fofa e adicionar a pitada de sal, continuando a bater até as claras ficarem em castelo meio firme. Nesta altura adicionar, uma a uma, as restantes 5 colheres de açúcar, continuando a bater até obter um merengue liso e brilhante.
Entretanto, colocar o leite com 10 colheres de sopa de açúcar e a casca de limão num tacho e levar ao lume até começar a ferver, colocando o lume no mínimo de seguida.
Retirar colheradas do merengue e cozer as claras no leite, mantendo o lume no mínimo e a temperatura do leite baixa (no limiar da fervura). As farófias cozem rapidamente, devendo ser viradas a meio da cozedura (cerca de 20 segundos de cada lado). Quando tiverem cozidas retirar com uma escumadeira e colocar num recipiente que permita escorre-las (por exemplo um passador grande).
De seguida, bater ligeiramente as gemas e dissolver a colher de sopa de maisena.
Deixar o leite arrefecer um pouco e coar se necessário (para retirar alguns pedaços de clara que possam ter ficado).
Ao leite morno adicionar o preparado das gemas com a maisena e levar a engrossar, em lume brando, mexendo sempre, até obter um creme.
Colocar as farófias escorridas numa taça de servir e verter cuidadosamente o creme por cima.
Quando estiverem mornas polvilhar com canela em pó a gosto.

Waffles

18 Dez

IMG_2575

Waffles trazem-me sempre memórias de viagens ou férias… Dos aromas que se sentem nas pequenas e mágicas feiras de Natal que nesta altura se espalham pelos vários cantos do Mundo. Principalmente, aqueles cantos mais frios onde muitas vezes os aromas dos waffles se misturam com os de bebidas quentes, como o chocolate, a cidra e o vinho quentes aromatizados com especiarias.

Muitas vezes, por isso, apetece-me waffles… talvez porque numa pequena garfada estejam tantas (boas!) recordações…

Durante muito tempo os waffles (e as tostas) cá de casa foram feitas numa frigideira. Mas, há poucos meses, a nossa cozinha ganhou uma máquina de waffles / tostadeira! Como podem calcular… tem sido usada várias vezes! Esta foi uma das receitas experimentada e aprovada… waffles quentinhos, deliciosos para comer ao lanche ou ao pequeno-almoço, barrados com um doce ou com molho de chocolate quente!

Ingredientes (cerca de 6 waffles)

– 3/4  de chávena de leite (chávena de 240 ml)
– 1 chávena de farinha (chávena de 240 ml)
– 1/2 colher de chá de sal
– 1 ovo
– 2 colheres de sopa de açúcar
– 1 colher de sopa manteiga derretida
– 1 colher de chá de fermento
– essência de baunilha a gosto (1-2 gotas)

Preparação

Juntar todos os ingredientes no liquidificador e bater até obter uma massa homogénea.
Colocar pequenas doses na máquina de waffles e cozinhar de acordo com as instruções da mesma.*

*Se não tiverem máquina de waffles podem também preparar a massa numa frigideira, usando um acessório próprio para dar a forma característica dos waffles. Mesmo que não tenham este acessório é igualmente possível preparar os waffles na frigideira; vão ficar com um formato semelhante a panquecas, mas igualmente bons.

Doce de bolacha

26 Jun

???????????????????????????????

Agora que os dias quentes parecem ter chegado aqui fica a sugestão para uma sobremesa fresca que combina o chocolate preto com a doçura do leite condensado cozido. Esta sobremesa também dá para congelar e servir como um doce gelado de bolacha, bastando para isso tirá-la do congelador alguns minutos antes da altura de servir*.

Ingredientes (6-8 pessoas)

– 1 pacote e meio de bolachas Maria (cerca de 300 g)
– 0.3 dl de café forte
– amêndoa torrada em palitos (para polvilhar)

(Creme de chocolate)

– 100 g de chocolate preto 70% de cacau
– 300 ml de natas (bem frias)
– 2 colheres de sopa de açúcar

(Creme de leite condensado)

– 1 embalagem de leite condensado cozido (cerca de 400 g)
– 300 ml de natas (bem frias)

Preparação

(Creme de chocolate)**

Começar por preparar uma taça grande com água gelada.
Entretanto, levar ao lume metade das natas e o chocolate partido em pedaços até derreter.
Colocar as restantes natas e o açúcar numa taça, e colocar esta taça dentro da taça com água gelada. Adicionar o preparado de natas e chocolate e bater com a batedeira eléctrica até obter um preparado cremoso.
Levar a refrigerar um pouco.

(Creme de leite condensado)

Bater as natas até ficarem bem firmes.
Juntar o leite condensado e envolver bem.

(Montagem)

Numa taça começar por colocar uma camada de leite condensado.
De seguida colocar uma camada de bolachas, embebidas no café, e cobrir com o creme de chocolate.
Colocar mais uma camada de bolachas embebidas em café e cobrir com o creme de leite condensado.
Continuar a colocar alternadamente camadas de bolachas e dos cremes de chocolate e de leite condensado.
Terminar com uma camada do creme de leite condensado e com as amêndoas torradas.

* Aqui o tempo depende da potência do congelador e dos gostos de cada um.
**Este creme de chocolate é muito semelhante à mousse de chocolate rápida, excepção feita ao uso da clara em castelo e da amêndoa amarga.

Mousse de chocolate rápida do Gordon Ramsay

8 Maio

mousseGR

Às vezes apetece-nos uma sobremesa, mas nem sempre temos a disponibilidade para a fazer. Ou porque já é muito tarde e está quase na hora do almoço ou do jantar, e o tempo já é curto para preparar alguma coisa… Ou porque são precisos ingredientes que agora não temos na despensa… Ou porque simplesmente, o que nos apetece mesmo é saborear a sobremesa sem perder muito tempo na cozinha a prepará-la.

Esta é a solução para estas situações. Uma mousse de chocolate rápida, que se prepara em 4 minutos (segundo o Gordon Ramsay; na prática cá por casa, entre ir buscar os ingredientes e fazer a mousse, deve demorar uns 10 minutos…) com ingredientes que habitualmente existem na despensa, e que está pronta a comer!

É também uma excelente sobremesa para (em conjunto com um licor fresquinho da Mercearia Caseira ;)) terminar em grande uma refeição mais pesada, já que esta mousse é bastante mais leve que a tradicional mousse de chocolate, com gemas e margarina.

Ingredientes (4 pessoas, adaptado da “Four-minute chocolate mousse“, do Gordon Ramsay)

– 100 g de chocolate preto 70% de cacau, em barra
– 300 ml de natas (bem frias)
– 3 colheres de sopa de açúcar
– 1 clara
– 1 colher de sopa de amêndoa amarga (opcional)
– biscoitos de amêndoa (para servir, opcional)

Preparação

Começar por preparar uma taça grande com água gelada (ou com água e gelo).
Entretanto, levar ao lume metade das natas e o chocolate partido em pedaços até derreter.
Bater a clara em castelo e ir adicionando o açúcar aos poucos até obter um merengue.
Colocar as restantes natas numa taça, e colocar esta taça dentro da taça com água gelada. Adicionar o preparado de natas e chocolate e bater com a batedeira eléctrica até obter um preparado cremoso. Se pretender, misturar a amêndoa amarga neste preparado.
Juntar merengue ao preparado de chocolate, cuidadosamente para a clara não perder o ponto.
Colocar numa taça, polvilhar com os biscoitos de amêndoa.
A mousse pode ser servida imediatamente ou levada ao frigorífico para refrigerar. Na hora de comer, é só chamar-nos…

Azevias de grão para o Carnaval

11 Fev

???????????????????????????????

É Carnaval, ninguém leva a mal! E é por isso que as azevias de grão, doce típico do Natal em muitas mesas portuguesas, são em Évora feitas tradicionalmente pelo Carnaval e utilizadas para pregar partidas. Numas o seu recheio é abundantemente temperado com pimenta ou piri-piri, noutras é mesmo substituído por algodão… Há por aí outras ideias para uma partida de Carnaval? Aqui fica a receita tradicional (sem piri-piri, pimentas ou outros substitutos…), que foi feita cá por casa seguindo as sugestões do Flagrante Delícia.

Ingredientes (cerca de 35 azevias, de Flagrante Delícia):

(Recheio)

– 400 g de grão cozido e sem pele
– 300 g de açúcar
– 2 gemas
– ½ colher de chá de canela moída
– 1 casca de limão

(Massa tenra)

– 200 g de farinha de trigo T55
– 30 g de manteiga
– 80 g de água morna
– 1/5 colher de chá de sal fino
– 20 ml de aguardente

– óleo q.b. para fritar
– açúcar e canela moída para polvilhar

Preparação:

(Recheio)

Num tacho misturar o grão, o açúcar e a canela.
Triturar com uma varinha mágica até obter um puré fino e juntar a casca de limão.
Levar o tacho a lume médio até que comece a ferver e deixar ferver lentamente cerca de 2 minutos, mexendo sempre.
Retirar do lume e juntar um pouco do puré às gemas, mexendo sempre, de forma a evitar que as gemas formem fios. Juntar esta mistura ao restante puré, sem parar de mexer.
Retirar a casca de limão e deixar o recheio arrefecer completamente antes de utilizar.

(Massa)

Derreter a manteiga e adicioná-la quente à farinha num robô de cozinha. Misturar utilizando ao modo “Pulsar”.
Misturar a água morna com o sal e a aguardente e verter sobre a massa. Usar novamente o modo “pulsar” até obter uma massa homogénea.
Formar uma bola, embrulhar em película aderente e refrigerar a massa durante cerca de 30 minutos.

(Montagem)

Estender finamente sobre uma superfície ligeiramente enfarinhada e cortar a massa (com cerca de 10 cm de diâmetro).
Colocar porções do recheio no centro dos círculos.
Dobrar a meio, pressionando a massa de forma a que fique bem unida.

(Fritura)

Misturar o açúcar com a canela previamente.
Aquecer óleo a cerca de 160º C e fritar as azevias até que fiquem douradas dos dois lados.
Retirar do óleo, escorrer bem.
Passar as azevias na mistura de açúcar com a canela.

Mousse rápida de manga e laranja

31 Jan

mousse de manga e laranjaEsta mousse é uma óptima sobremesa para quando nos apetece algo leve e fresco no fim de uma refeição. Para além disso é praticamente toda preparada no liquidificador pelo que se torna muito rápida de preparar.

Ingredientes (5 taças pequenas):

– 2 mangas médias
– sumo de 1 laranja grande*
– 2 a 3 colheres de sopa de açúcar (a gosto e em função da doçura das mangas)
– 200 ml de natas light
– 2 folhas de gelatina
– 1 colher de chá de leite
– raspa de laranja para decorar

Preparação:

Começar por demolhar as folhas de gelatina em água, conforme as instruções da embalagem.
Descascar as mangas e colocá-las no liquidificador juntamente com o sumo da laranja. Triturar até obter um puré.
De seguida juntar as natas e o açúcar, e bater no liquidificador por 2-3 minutos, até as natas estarem fofas.
Derreter as folhas de gelatina demolhadas com o leite no microondas (potência média, durante poucos segundos). Juntar a gelatina ao preparado anterior e envolver bem.
Distribuir por taças e decorar com as raspas de laranja.
Levar ao frigorífico por cerca de 2 horas para refrescar bem.

*Laranjas caseiras de casa dos pais

Chai Tradicional

22 Jan

chai

Só há um par de anos terei descoberto aquele que é para mim o chá mais delicioso do Mundo.

Quando me foi oferecido fiquei intrigado, porque é muito diferente do que estava à espera…não havia sido avisado que o que estava prestes a saborear era uma bebida tradicional indiana que combina chá, leite, água e muitas especiarias.

Na realidade o chai (ou masala chai) é sinónimo de chá com especiarias, tradicional da Índia, e com muitas variações no que respeita às especiarias utilizadas. Algumas lendas referem o aparecimento deste chá há mais de 9000 anos, outras referem 5000 anos.  Há também dúvidas se a origem foi efectivamente na Índia, ou na Tailândia. Terá sido criada como sendo uma bebida revigorante, de limpeza e ayurvédica.

Trata-se de um chá quente, robusto, picante e misterioso, perfeitamente adequado para um lanche à tarde no sofá para enfrentar o frio, ver a chuva e ouvir o vento que nos chegam nesta altura do ano…

Ingredientes ( para 2 chávenas de chai):

-1.5 chávena de água
– 1 chávena de leite
– 3 colheres de chá de folhas de chá preto de qualidade
– 3 fatias finas de gengibre descascado (*)
– Sementes de 4 vagens de cardamomo, esmagadas / moídas
– 1 pau de canela, esmagado / moído
– 4 cravinhos esmagados / moídos
– 4 grãos de pimenta preta esmagados / moídos (*)
– Açucar a gosto

(*) o “picante” presente no chai pode ser ajustado, reduzindo ou aumentando as quantidades de pimenta preta e gengibre

Preparação:

Juntar o leite, água, folhas de chá preto, gengibre e as especiarias moídas numa panela e aquecer em lume médio e ir mexendo até levantar fervura
Reduzir para lume baixo, e continuar a mexer durante 10 minutos (tomar especial atenção à possibilidade de a bebida transbordar a panela, caso o lume esteja muito alto, ou não se misture continuamente). A ideia é evaporar parte da água, à medida que a bebida vai absorvendo os aromas das especiarias.
Filtrar a bebida num coador para eliminar as especiarias e o gengibre.
Adicionar açúcar a gosto.
Saborear e começar a planear uma visita à Índia…

123 Lets Cook!

viagens pelo mundo dos sabores sem sair de casa...

Mesa Marcada

viagens pelo mundo dos sabores sem sair de casa...

http://blog.foodzai.com/

viagens pelo mundo dos sabores sem sair de casa...

Three Fat Ladies

viagens pelo mundo dos sabores sem sair de casa...

Technicolor Kitchen

viagens pelo mundo dos sabores sem sair de casa...

Tartelette

viagens pelo mundo dos sabores sem sair de casa...

Sabores da Alma

viagens pelo mundo dos sabores sem sair de casa...

Pratos e Travessas

viagens pelo mundo dos sabores sem sair de casa...

Outras Comidas

viagens pelo mundo dos sabores sem sair de casa...

no soup for you

viagens pelo mundo dos sabores sem sair de casa...

Lume Brando

viagens pelo mundo dos sabores sem sair de casa...

In the mood for food

viagens pelo mundo dos sabores sem sair de casa...

gourmets {amadores}

viagens pelo mundo dos sabores sem sair de casa...

Receitas - From our home to yours - Português

viagens pelo mundo dos sabores sem sair de casa...

figo lampo

viagens pelo mundo dos sabores sem sair de casa...

Elvira's Bistrot

viagens pelo mundo dos sabores sem sair de casa...

De Cozinha em Cozinha passando pela Minha

viagens pelo mundo dos sabores sem sair de casa...

Cozinha com tomates

viagens pelo mundo dos sabores sem sair de casa...

come-se

viagens pelo mundo dos sabores sem sair de casa...

Cinco Quartos de Laranja

viagens pelo mundo dos sabores sem sair de casa...

Cannelle et Vanille

viagens pelo mundo dos sabores sem sair de casa...

Baunilha e Caramelo

viagens pelo mundo dos sabores sem sair de casa...

As Minhas Receitas

viagens pelo mundo dos sabores sem sair de casa...

Ardeu a padaria

viagens pelo mundo dos sabores sem sair de casa...

Caos na Cozinha

Experiências de uma cozinheira amadora, que gosta de experimentar coisas novas e tem muito jeito para a recriação de cenários de guerra na cozinha

%d bloggers like this: