Arquivo | Maio, 2013

Brunch

31 Maio

???????????????????????????????

O brunch é a combinação perfeita entre o pequeno-almoço (breakfast) e o almoço (lunch).

Há quem afirme que se trata de uma refeição de origem britânica, mas outros há que apontam as suas raízes para os Estados Unidos. Uma das primeiras referências conhecidas ao brunch foi feita por Guy Beringer, que escreveu no Hunter’s Weekly (1985):

Brunch is cheerful, sociable and inciting. It is talk-compelling. It puts you in a good temper, it makes you satisfied with yourself and your fellow beings, it sweeps away the worries and cobwebs of the week.

(Leiam um pouco mais sobre as origens do brunch aqui).

Tipicamente tomado ao Domingo entre o final da manhã ou ínicio da tarde, o brunch é de facto isso mesmo: uma refeição de dias descontraídos, sem horas, sem pressas, onde as manhãs se misturam com as tardes, que nos retempera da semana e nos deixa com energia e boa-disposição.

Em Portugal, o brunch também tem estado na moda nos anos mais recentes e vários são os locais que já oferecem o brunch de Domingo.

Agora que o fim-de-semana está aí à porta porque não fazer preparar um brunch de Domingo caseiro? Um brunch inclui uma série variada de pratos, desde os ovos, pães, carnes e peixes fumados, até aos doces e cocktails.

Aqui ficam as nossas sugestões, daquele que foi o nosso brunch num Domingo de descontração:

– ovos Benedict com tomates grelhados e cogumelos salteados
– rolinhos de salmão fumado com requeijão e maçã
– mini-crepes de legumes
– pão e croissants caseiros com doces variados da Mercearia Caseira
– panqueca alemã com mirtilos
– iogurte grego com papaia, sementes variadas e mel
sumo natural de abacaxi hortelã e lima
– champagne com sumo de laranja

Hoje, para começar, fica receita do iogurte grego com papaia, sementes variadas e mel*. Simples, muito simples..

???????????????????????????????

Ingredientes (por pessoa)

– 1 iogurte grego natural
– ½ papaia
– 1 colher de sopa de sementes variadas (centeio, linhaça, girassol, …)
– mel (a gosto)

Preparação

Cortar a papaia em pequenos cubos e colocar numa taça.
Bater o iogurte grego com uma colher e colocar por cima da papaia.
Terminar com as sementes e com o mel a gosto.

Bom fim-de-semana!

???????????????????????????????

*E também ideal para os pequenos-almoços do dia-a-dia, acompanhado de um chá ou café.

Bolos de milho com salada de presunto

22 Maio

???????????????????????????????

Para uma refeição ligeira, para um jantar de petiscos, para uma entrada ou até mesmo para um brunch. Estes bolos de milho têm um toque exótico dos cominhos, a lembrar os sabores mexicanos, que combina muito bem com a salada de rúcula, tomate seco e presunto, com paladares tão típicos da cozinha mediterrânica. Impossível não gostar…

Ingredientes (2 pessoas, adaptado do livro “Cozinha rápida para saborear devagar”, Donna Hay)

– 140 g de milho cozido
– ½ chávena (de 240 ml) de farinha com fermento
– 1 ovo
– 2 colheres sopa de coentros picados
– ½ colher de chá de cominhos
– ½ colher de chá de fermento em pó
– 1 pitada de sal
– 70 g de folhas de rúcula
– 4 colheres de sopa de tomates secos, com azeite
– 6 fatias de presunto
– pimenta-preta q.b.
– azeite q.b.

Preparação

Na picadora juntar o milho, a farinha, o ovo, os coentros, os cominhos, o fermento e o sal e misturar bem, até obter uma massa homogénea.
Numa frigideira, aquecida com um fio de azeite, colocar duas a três colheres de sopa desta massa. Espalhar a massa, dando uma forma arredondada (como uma panqueca), e cozinhar o bolo dos dois lados até estar dourado. Cozinhar dois bolos por pessoa.*
Para servir, colocar a rúcula, o tomate seco e o presunto entre dois bolos de milho. Terminar com a pimenta-preta moída na hora e um fio de azeite dos tomates secos.

* Esta quantidade de massa dá para fazer quatro bolos de milho com cerca de 10 cm de diâmetro, sendo a quantidade indicada para uma refeição ligeira. Se pretenderem fazer bolos mais pequenos (por exemplo para servirem como tapas), basta reduzir a quantidade de massa de cada bolo e fazer bolos mais pequenos.

Mousse de chocolate rápida do Gordon Ramsay

8 Maio

mousseGR

Às vezes apetece-nos uma sobremesa, mas nem sempre temos a disponibilidade para a fazer. Ou porque já é muito tarde e está quase na hora do almoço ou do jantar, e o tempo já é curto para preparar alguma coisa… Ou porque são precisos ingredientes que agora não temos na despensa… Ou porque simplesmente, o que nos apetece mesmo é saborear a sobremesa sem perder muito tempo na cozinha a prepará-la.

Esta é a solução para estas situações. Uma mousse de chocolate rápida, que se prepara em 4 minutos (segundo o Gordon Ramsay; na prática cá por casa, entre ir buscar os ingredientes e fazer a mousse, deve demorar uns 10 minutos…) com ingredientes que habitualmente existem na despensa, e que está pronta a comer!

É também uma excelente sobremesa para (em conjunto com um licor fresquinho da Mercearia Caseira ;)) terminar em grande uma refeição mais pesada, já que esta mousse é bastante mais leve que a tradicional mousse de chocolate, com gemas e margarina.

Ingredientes (4 pessoas, adaptado da “Four-minute chocolate mousse“, do Gordon Ramsay)

– 100 g de chocolate preto 70% de cacau, em barra
– 300 ml de natas (bem frias)
– 3 colheres de sopa de açúcar
– 1 clara
– 1 colher de sopa de amêndoa amarga (opcional)
– biscoitos de amêndoa (para servir, opcional)

Preparação

Começar por preparar uma taça grande com água gelada (ou com água e gelo).
Entretanto, levar ao lume metade das natas e o chocolate partido em pedaços até derreter.
Bater a clara em castelo e ir adicionando o açúcar aos poucos até obter um merengue.
Colocar as restantes natas numa taça, e colocar esta taça dentro da taça com água gelada. Adicionar o preparado de natas e chocolate e bater com a batedeira eléctrica até obter um preparado cremoso. Se pretender, misturar a amêndoa amarga neste preparado.
Juntar merengue ao preparado de chocolate, cuidadosamente para a clara não perder o ponto.
Colocar numa taça, polvilhar com os biscoitos de amêndoa.
A mousse pode ser servida imediatamente ou levada ao frigorífico para refrigerar. Na hora de comer, é só chamar-nos…

123 Lets Cook!

viagens pelo mundo dos sabores sem sair de casa...

Mesa Marcada

viagens pelo mundo dos sabores sem sair de casa...

http://blog.foodzai.com/

viagens pelo mundo dos sabores sem sair de casa...

Three Fat Ladies

viagens pelo mundo dos sabores sem sair de casa...

Technicolor Kitchen

viagens pelo mundo dos sabores sem sair de casa...

Tartelette

viagens pelo mundo dos sabores sem sair de casa...

Sabores da Alma

viagens pelo mundo dos sabores sem sair de casa...

Pratos e Travessas

viagens pelo mundo dos sabores sem sair de casa...

Outras Comidas

viagens pelo mundo dos sabores sem sair de casa...

no soup for you

viagens pelo mundo dos sabores sem sair de casa...

Lume Brando

viagens pelo mundo dos sabores sem sair de casa...

In the mood for food

viagens pelo mundo dos sabores sem sair de casa...

gourmets {amadores}

viagens pelo mundo dos sabores sem sair de casa...

Receitas - From our home to yours - Português

viagens pelo mundo dos sabores sem sair de casa...

figo lampo

viagens pelo mundo dos sabores sem sair de casa...

Elvira's Bistrot

viagens pelo mundo dos sabores sem sair de casa...

De Cozinha em Cozinha passando pela Minha

viagens pelo mundo dos sabores sem sair de casa...

Cozinha com tomates

viagens pelo mundo dos sabores sem sair de casa...

come-se

viagens pelo mundo dos sabores sem sair de casa...

Cinco Quartos de Laranja

viagens pelo mundo dos sabores sem sair de casa...

Cannelle et Vanille

viagens pelo mundo dos sabores sem sair de casa...

Baunilha e Caramelo

viagens pelo mundo dos sabores sem sair de casa...

As Minhas Receitas

viagens pelo mundo dos sabores sem sair de casa...

Ardeu a padaria

viagens pelo mundo dos sabores sem sair de casa...

Caos na Cozinha

Experiências de uma cozinheira amadora, que gosta de experimentar coisas novas e tem muito jeito para a recriação de cenários de guerra na cozinha

%d bloggers like this: